Blog

Advogado especialista a um clique de distância!

Fique bem informado no blog da Advocacia Pontes Fialho & Junqueira

Planejamento Previdenciário – Por que preciso faze-lo?

22 de julho de 2020

Com a Reforma da Previdência, que apresentou inúmeras alterações nas regras para concessão de benefícios, uma incerteza muito grande atingiu milhões de brasileiros, filiados ao Regime Geral da Previdência Social, que contribuem mensalmente para a manutenção de todos os benefícios oferecidos aos segurados do INSS.

Uma das maneiras mais completas e atuais que o segurado tem à sua disposição, para entender a sua situação pós-Reforma, é o “Planejamento Previdenciário”. Este planejamento analisa todo o histórico do segurado junto ao INSS, em um verdadeiro mapeamento da vida previdenciária do filiado.

Dentre as inúmeras situações analisadas no Planejamento Previdenciário, que são individualizadas, de acordo com o histórico de cada um, podemos mencionar algumas:

* o advogado faz a contagem do tempo de contribuição e/ou trabalhado;
* análise de todas as regras de transição derivadas da reforma da previdência, atualizando as previsões de aposentadoria;
* análise da CTPS, buscando períodos especiais, insalubres etc;
* busca por tempo militar; tempo rural; tempo de serviço público;
* projeção do valor da aposentadoria;
* agendamentos administrativo, caso constatada necessidade ao final do planejamento

No Planejamento Previdenciário o advogado pode identificar, por exemplo, que existem contribuições que estão reduzindo a média da futura aposentadoria, e com a Reforma da Previdência, é possível excluir contribuições, que também não contarão para o tempo, mas podem elevar e muito o valor da aposentadoria caso o segurado prefira contribuir por mais alguns meses!

Em outro exemplo, o segurado pode estar planejando uma aposentadoria especial, mas não sabe que será necessário um PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário), ou outros meios de comprovar seu tempo especial. O advogado, ao realizar o Planejamento, identificará todos estes pontos, e irá assegurar que o beneficiário organize todos os documentos para quando da realização do pedido de aposentadoria, não seja surpreendido com negativas do INSS por falta de documentos obrigatórios.

E muitas outras situações podem aparecer, de acordo com as análises realizadas pelo advogado. A segurança do beneficiário também é muito maior, pois sabemos que após sacar a primeira parcela do benefício, é difícil renuncia-lo, por isso é tão importante planejar, evitando que se tome uma decisão precipitada, que pode ser de arrependimento eterno para o segurado.

Desta forma, o Planejamento Previdenciário é o meio mais indicado para que o segurado obtenha o melhor benefício disponível.

Ainda ficou alguma dúvida? Entre em contato conosco e fale com um especialista!

Não deixe de se cadastrar na nossa newsletter para ficar por dentro dos novos conteúdos!

Advocacia Pontes Fialho e Junqueira - OAB/MG 4.006
Menu Advocacia Pontes Fialho & Junqueira Whatsapp Advocacia Pontes Fialho & Junqueira