Blog

Advogado especialista a um clique de distância!

Fique bem informado no blog da Advocacia Pontes Fialho & Junqueira

Como conseguir o auxílio-doença?

26 de janeiro de 2020

O que é o auxílio doença?

Esse é o benefício concedido pelo INSS para aquelas pessoas que temporariamente não tem condições de trabalhar em virtude de algum problema de saúde ou acidente.

Sabe aquela linguagem popular que diz que fulano “encostou” pelo INSS?

Então, o que na verdade aconteceu é que essa pessoa teve seu auxílio-doença concedido e ficará recebendo ele durante o período de recuperação da doença ou acidente.

O que preciso para conseguir?

Para conseguir esse benefício, você terá que cumprir 3 requisitos básicos:

1- CARÊNCIA: Caso não se enquadre nos casos previstos para isenção, você precisará ter 12 contribuições mensais no INSS para solicitar esse benefício.

2- QUALIDADE DE SEGURADO: é preciso saber se suas contribuições para o INSS estão em dia, porém em determinados casos é possível não estar contribuindo e mesmo assim ter direito sobre os benefícios.

3- INCAPACIDADE PARA TRABALHAR: esse requisito é comprovado através de uma perícia médica obrigatória realizada no INSS, onde irá avaliar a incapacidade temporária de trabalho.

OBSERVAÇÃO: Caso você esteja empregado em alguma empresa, você deve estar afastado do trabalho por pelo menos 15 dias, dentro do prazo de 60 dias, mesmo que de forma divida para poder dar entrada no benefício.

Como conseguir o auxílio-doença?

Você precisa fazer o pedido no INSS, pela internet através do Meu INSS, ou pelo telefone 135.

Feito o pedido, será agendada a perícia médica, e nela será avaliada a incapacidade de trabalho do segurado.

É de extrema importância que você compareça na perícia com um laudo médico que descreva sua doença, com o CID, e o tempo em que deverá ficar afastado do trabalho. Você também pode levar outros documentos que comprovem sua incapacidade, como exames e atestados.

Quais documentos preciso levar para a perícia?

  • Identidade;
  • CPF;
  • Carteira de trabalho ou os carnês de contribuição com comprovantes de pagamento;
  • Documentos médicos que comprovem a doença (laudos, exames, atestados, receitas);
  • DUT (Declaração do último dia trabalhado);
  • CAT (Comunicação de acidente de trabalho).

Quanto vou receber?

O valor equivale a 91% do salário de benefício.

O salário de benefício é a média das contribuições do segurado de julho de 1994 até o mês anterior ao afastamento.

Porém a quantia mensal recebida não pode ser maior do que a média dos últimos 12 meses contribuídos.

Como saber o resultado da perícia?

Você pode consultar o resultado no mesmo dia em que fizer a perícia, a partir das 21 horas.

Basta acessar o Meu INSS, ou ligar no 135.

Caso você tenha seu benefício concedido, basta consultar o valor, local e o dia no qual será realizado o pagamento através da internet ou telefone, ou aguardar a carta do INSS chegar com essas informações no seu endereço.

Você também será informado de quanto tempo irá durar seu benefício, podendo solicitar sua prorrogação.

Como solicitar a prorrogação do benefício?

O pedido de prorrogação pode ser solicitado nos últimos 15 dias de duração do auxílio-doença, pelo Meu INSS ou 135, caso você não se sinta apto para voltar a trabalhar.

O INSS negou meu benefício, e agora?

Preparamos um material onde explicamos tudo o que fazer caso isso aconteça, basta clicar aqui.

Ainda ficou alguma dúvida? Entre em contato conosco e fale com um especialista!

Não deixe de se cadastrar na nossa newsletter para ficar por dentro dos novos conteúdos!

Advocacia Pontes Fialho e Junqueira - OAB/MG 4.006
Menu Advocacia Pontes Fialho & Junqueira Whatsapp Advocacia Pontes Fialho & Junqueira